30.4.13

Voltei e, mais uma vez, trouxe Buenos Aires no coração

Oi gente querida!!!! Voltei, voltei! Que saudades de vocês! Saudades dos posts de decoração!!

Nossa, como é bom passear, não é? É ainda melhor quando estamos acompanhados por pessoas que amamos muito - como foi o meu caso - e visitamos lugares fantásticos!!! Sabem onde eu estive? Visitando mais uma vez, a charmosa, culta, desencanada, romântica, antiga, jovial, encantadora e muito mais...Buenos Aires! Como eu adoro aquela cidade, gente! Vocês já a visitaram? Ah, eu a amo e me sinto em casa naquele lugar maravilhoso. Para amar aquela cidade, já vou avisando, é preciso viajar com o coração, os olhos, o paladar, a mente abertos a novas experiências e, claro, é preciso ser uma pessoa urbana, gostar de paralelepípedos, asfalto, concreto, prédios, praças, museus, história e tudo o que se relaciona com a urbis. É uma viagem e tanto!!!

Querem saber como eu enxergo e sinto esta Buenos Aires que amo um pouco mais a cada vez que a visito?  Olha só...

Em Buenos Aires não se come pão de queijo, mas há as Medialunas Dulces adoçam nosso paladar; lá não há arroz e feijão, mas há um "Bife de Chorizo con ensalada" que é de enlouquecer; também não se toma tanto refrigerante, porque é caro e porque o vinho é ótimo, barato e faz parte do cardápio de forma tão natural e fantástica que... Coca Cola? O que é isso? Lá também não há um MASP, mas há um MALBA em que mora a legítima obra Abaporu de Tarsila do Amaral, cuja visita ao vivo e em cores chega a ser surreal; também não temos em BsAs um café espresso tão forte como o paulista, mas se você pedir Doble, eles capricham; lá não há MPB, mas há Tanghetos, Bajofondos e similares que encantam igualmente nossos ouvidos; em Buenos Aires, não se vê tantas pernas de fora nem há muita complicação para se vestir, mas as meninas e meninos têm um charme inigualável com seus cortes de cabelo e penteados de vanguarda, com suas roupas relaxadas e seus pés calçados com simples sapatilhas, uma bota ou um All Star Converse; Buenos Aires não tem tantos prédios reluzentes e novíssimos em folha, mas quem precisa de tudo novo quando se tem a inigualável beleza da história, inclusive da arquitetura, que convive com seu povo de forma tão inacreditavelmente natural? (ah o centro de SP também é maravilhoso, lindo, mas alguém realmente o percebe desta forma??) Ah, claro! Buenos Aires tem defeitos, certamente tem muitos, como também os tem, a minha outra amada, a São Paulo que me abriga, mas acho melhor vocês até lá para procurar qualidades e defeitos com seus próprios olhos, ouvidos e todos os seus sentidos bem aguçados em mi Buenos Aires querido!!

Foto que eu fiz no Malba em Buenos Aires


Beijos, beijos e falem comigo, tá? Vou adorar!
Carmen Martins



Nenhum comentário:

Postar um comentário